Educação Formação

Associação de Paralisia Cerebral de Coimbra

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PIT


Uma estratégia para a vida pós-escolar

No dia 11 de maio de 2015 foi apresentado o novo manual de procedimentos para as parcerias no âmbito dos Planos Individuais de Transição de alunos pertencentes ao CRI da APCC.

Se pretender fazer download do manual, por favor clique AQUI!
Poderá também fazer download dos instrumentos:
- Formulário de Sinalização de alunos para PIT no CRI da APCC
- Plano de Orientação Vocacional
- Brochura com informação para novos alunos
- Caderneta de articulação
- Protocolo de Colaboração

MARCAÇÃO DE VISITAS

 

Centro de Recursos para a inclusão da APCC

O CRI da APCC foi criado no ano letivo de 208/09 e iniciou as suas funções junto dos Agrupamentos de Escolas e Escolas não agrupadas da sua área de influência no ano letivo de 2009/2010.

O Objetivo Geral do CRI é:

Apoiar a inclusão das crianças e jovens com deficiências e incapacidade, em parceria com as estruturas da comunidade, no que se prende com o acesso ao ensino, à formação, ao trabalho, ao lazer, à participação social e à vida autónoma, promovendo o máximo potencial de cada indivíduo.

Os Objetivos Específicos do CRI são:

1. Apoiar a elaboração, a implementação e a monitorização de programas educativos individuais;

2. Criar e disseminar materiais de trabalho de apoio às práticas docentes, nos domínios da avaliação e da intervenção;

3. Consciencializar a comunidade educativa para a inclusão de pessoas com deficiências e incapacidade;

4. Promover e monitorizar processos de transição da escola para a vida pós -escolar de jovens com deficiências e incapacidade;

5. Mobilizar as entidades empregadoras e apoiar a integração profissional;

6. Promover os níveis de qualificação escolar e profissional, apoiando as escolas e os alunos;

7. Promover a formação contínua dos docentes;

8. Promover ações de apoio à família;

9. Promover a participação social e a vida autónoma;

10. Conceber e implementar atividades de formação ao longo da vida para jovens com deficiências e incapacidade;

11. Apoiar o processo de avaliação das situações de capacidade por referência à Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF);

12. Promover acessibilidades.

As áreas chave de intervenção do CRI são:

a) apoio à avaliação especializada das crianças e jovens com necessidades educativas especiais de carácter permanente;

b) apoio à execução de atividades de enriquecimento curricular, designadamente a realização de programas específicos e prática de desporto adaptado;

c) apoio à elaboração, implementação e acompanhamento de programas educativos individuais;

d) apoio à transição dos jovens para a vida pós -escolar, nomeadamente para o emprego;

e) desenvolvimento de ações de apoio à família;

f) produção de materiais com conteúdos de apoio ao currículo em formatos acessíveis; g) apoio à utilização de materiais adaptados e de tecnologias de apoio.

Área de influência do CRI:

cri

Equipa técnica:

A equipa técnica do CRI é constituída por profissionais de diversas áreas: Psicologia, terapia de fala e ocupacional, fisioterapia, psicomotricidade e docência.


Informação complementar:

No Aviso n.º 22914/2008, de 3 de Setembro de 2008 são estabelecidas as linhas orientadoras da ação dos CRI. Pode consultá-lo AQUI. Se desejar mais informação, deve contactar os Serviços Educativos da APCC, através do endereço de correio eletrónico servicos.educativos@apc-coimbra.pt.